Esse Blog foi criado para divulgar ações, experiências e idéias interessantes relativas à Agroecologia no estado do RJ.

COPYLEFT - É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída.

Mutirão de ano novo na casa do Caqui

Alimentando a "boca faminta"

Adição de matéria orgânica para recuperação de área degradada

Colheita de bambus para a futura casa do Caqui

Tratamento do bambu - técnica roots (inspirada no manual do arquiteto descalço)

Descobrimos que o bambu não afunda tão fácil quanto pensávamos...

Foi necessário mais um pra atrapalhar

Vinte pedregulhos e uma hora depois...

Visão da agrofloresta atualmente

Agrofloresta recém manejada

Agrofloresta com banana, cana, feijão, milho, inhame, couve, alface, rúcula...

Solo do SAF coberto por rúculas

2a atividade do curso de SAF's para animais silvestres em Paracambi

No dia 7 de outubro de 2010 realizamos o segundo encontro do curso “Saf’s para animais silvestres”, contando agora com o apoio do INEA, além do Cetas-Ibama, da USS, do GAE, da UFRuralRJ e da Prefeitura de Paracambi.

Tivemos que escolher uma nova área para o SAF, pois após avaliarmos com mais rigor a área antiga, vimos que não nos traria os resultados que esperávamos. Escolhemos então uma área próxima à entrada da escola, onde já havia sido implantado um consórcio de açaí com banana, fedegoso e espécies florestais diversas. Vamos ter que mudar um pouco o croqui, mas isso é o de menos. Na área antiga plantamos adubo verde (mucuna preta, mucuna anã, crotalaria spectabilis e crotalaria juncea) e girassol, pois pensamos em utilizá-la mais pra frente.

Pudemos contar com a ilustre presença de Víctor Caqui, recém chegado das Ardenas, que nos brindou com uma oficina de manejo de touceiras de banana.


Visão frontal da nova área

Visão lateral da nova área

Aula prática de manejo de touceiras de banana

Participantes do curso manejando uma touceira de banana

Caça às larvas do moleque da bananeira (besouro que ataca o rizoma da bananeira - Cosmopolites sordidus é o nome científico do coleóptero)

Transportando mudas sadias de banana prata e nanicão para a área

Método de plantio das mudas de banana por pedaço de rizoma

Adubando as covas com esterco curtido, colocando o rizoma e cobrindo com solo

Selecionando a muda a ser plantada no local (nanicão ou prata)

Visão da área após as atividades - touceiras de banana manejadas

Área preparada para a implantação do SAF

Gigante e sua mandioca gigante

Oficinas agroecológicas no Ponto de Cultura de Cachoeiras de Macacu

Agrofloresta para animais silvestres e educação ambiental em Paracambi-RJ

O projeto “Utilização de Sistemas Agroflorestais na Produção de Alimentos Saudáveis Para Animais Silvestres” (nome provisório) está sendo realizado através de parceria entre a Estação Agroecológica Fazenda Arca de Noé, a Universidade Severino Sombra, a Escola Municipal Terra de Educar, a Secretaria de Meio Ambiente de Paracambi e o Cetas-RJ, com apoio do Grupo de Agricultura Ecológica da UFRuralRJ.

O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) é um órgão gerenciado pelo Ibama, com o objetivo de tratar e reintroduzir no meio ambiente os animais silvestres resgatados ou apreendidos pelos órgãos fiscalizadores, bem como recepcionar os animais silvestres que tenham sidos mantidos em cativeiro doméstico como animais de estimação.

O objetivo principal do projeto é desenvolver um sistema agroflorestal que possa fornecer a esses animais uma alimentação agroecológica saudável e de qualidade, contribuindo no seu processo de recuperação. Como objetivos secundários temos: análise do desenvolvimento do solo, análise do desenvolvimento da entomofauna, oficinas pedagógicas com os estudantes da Terra de Educar, fornecimento de alimento agroecológico para o restaurante da Escola, fornecimento de alimento agroecológico para as criações animais da Escola, entre outros.

A equipe multidisciplinar, orientada pelo professor Ricardo Bottechia, é formada por estudantes da USS e da UFRuralRJ, dos cursos de biologia, agronomia, zootecnia, ciências agrícolas e engenharia florestal.

No dia 19 de agosto fizemos a primeira intervenção na área escolhida para receber o SAF 1, que produzirá os alimentos que atualmente são fornecidos aos animais do Cetas-RJ. Mais pra frente será implantado o SAF 2, que produzirá os alimentos encontrados naturalmente pelos animais em seu habitat natural.

Área escolhida para implantação do primeiro SAF


Equipe trabalhando na preparação da área


Podando os pés de urucum e picando a galhada seca

Picando a matéria orgânica e depositando na área

Retirando as amostras de solo

Organizando as amostras de solo

Preparando as armadilhas para insetos

Close da armadilha

Conversando com os estudantes da Escola sobre o projeto

Plebiscito popular pelo limite da propriedade da terra

Plebiscito de 01 a 07 de setembro de 2010.
 
Veja em http://www.limitedaterra.org.br/ como participar.
 
 

Colheita na agrofloresta na Estação Agroecológica "Fazenda Arca de Noé"

Mês passado fomos na Estação Experimental "Fazenda Arca de Noé", em Sapucaia-RJ, perto de Minas. O objetivo da Estação é desenvolver trabalhos de pesquisa em Agroecologia que sejam úteis a agricultura familiar. O projeto "Sistemas Agroflorestais Energéticos (SAFEs): Capacitando e Difundindo a Energia Sustentável ao Pequeno Produtor Rural" é um dos que estão atualmente sendo desenvolvidos por lá. Consiste em uma agrofloresta bem diversificada que tem como carro chefe o pinhão manso, para ser utilizado na produção de biodiesel pelos próprios agricultores.


















MPA lança campanha nacional contra o uso de agrotóxicos











  
O MPA - Movimento dos Pequenos Agricultores lançou na noite de terça-feira 13 de abril a "Campanha Nacional contra os agrotóxicos em defesa da vida" a fim de debater com a sociedade a problemática do uso de agrotóxicos no Brasil, que leva o título de maior consumidor de agrotóxicos do mundo.

Segundo dados do Sindicato Nacional para Produtos de Defesa Agrícola (Sindage) o país já ultrapassou a marca dos 700 milhões de litros de agrotóxicos legalmente comercializados a cada ano. O valor total do uso de agrotóxicos distribuídos por habitante equivale ao consumo de 4 kg de agrotóxicos por pessoa ao dia.

O momento foi marcado por diversos depoimentos de camponeses e camponesas atingidos diretamente pelo uso dos agrovenenos, que relataram problemas graves de saúde em função do uso de agrotóxicos nas suas regiões, bem como sérios prejuízos ambientais.

A campanha reafirma a luta por soberania alimentar,já que o modelo agricula brasileiro, não está voltado para produção de alimento e sim, para o agronegócio.esse que trabalha o monocultivo,modelo insustentavel ecológico,politico,e economicamente.Para acabarmos com o uso de agrotóxico no campo precisamos articular a luta pelo fim do agronegócio, do latifúndio, e dos monocultivos, em defesa de um novo modelo de produção agrícula para o país. 

FONTES: Brasil de Fato e http://vozcamponesa.blogspot.com
Baixe AQUI o folder da Campanha Nacional contra os agrotóxicos em defesa da vida.

V Vivência Agroecológica da Rural

No período de 19 a 21 de dezembro de 2008 foi realizada a V Vivência Agroecológica da Rural, no no Campus da UFRuralRJ, organizada pelo GAE (Grupo de Agricultura Ecológica) e pelo GETERRA (Grupo de Estudo e Trabalho em Educação e Reforma Agrária), com o apoio da Associação Erva Doce.

Esta vivência foi muito bacana, a cada ano que passa os grupos estão conseguindo se organizar melhor, o que otimiza os resultados dos encontros. Com uma presença de aproximadamente 70 pessoas, foram trabalhadas 5 áreas dos grupos: A Horta Agroecológica, entre os alojamentos femininos F2 e F3; a Área de Assalto, atrás da Horta; a ninhada, ao lado do alojamento feminino F2; o Sabiá Agrofloresta, ao lado do alojamento masculino M5; e o Laboratório Agroflorestal Rocinha, ao lado do alojamento M1.

Como resultados, tivemos uma enorme troca de experiências, com muito mais prática que teoria. Todos/as saíram da Vivência com os corpos e mentes renovados, preparados para encarar 2009 com muita agroecologia no coração (e calos nas mãos...)!

Galera trabalhando na Rocinha

Meninas ajeitando a Horta

Que bonita a nova área de SAF do Sabiá!

Pauleira na Área de Assalto

Trilha por dentro da área testemunha no Sabiá

Vejam mais fotos AQUI

Projeto galpão de bambu na Fazendinha Agroecológica

Fomos na Fazendinha Agroecológica ver como andava a construção do galpão de bambu, projeto executado pelo nosso camarada Bruno Salles do GAE, que saca tudo de bambu.

Armazenamento correto dos materiais

Tratamento das varas

No início...

Susentação dos pilares

Galera trampando

Transporte do sapê

Preparando o sapê para fazer o telhado

Meio caminho andado

Detalhe da técnica de junção das varas (barra rosqueada)

Colocando o sapê

Visão de baixo do telhado

Detalhe da fixação do sapê

Agora só falta colocar o resto do sapê


Estamos devendo a foto do galpão pronto. Em breve...

CONTATOS:
- Bruno da Mota Sales - gaiatoeco@gmail.com

- Fazendinha Agroecológica - http://www.cnpab.embrapa.br/publicacoes/artigos/fazendinha.html

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO